Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘israel’

“O Pequeno Traidor”

“O Pequeno Traidor” é um adaptação de “Pantera no Porão”, do Amos Oz, livro que aliás eu não li. Fugindo um pouco do assunto, mas eu tenho uma dívida bem grande com o Amos Oz. Enfim, o filme se passa em 47, quando Israel ainda era a Palestina e era ocupado pelos britânicos e conta a história de um garotinho que faz amizade com um soldado inglês.

O filme é uma graça, super sensível, bem conduzido e sutil. Mas não foi nada disso a melhor parte dele. A melhor parte foi a sutileza da crítica, o olhar clínico que eu suponho seja proveniente do Amos Oz. Só fazendo um adendo, o escritor foi um dos fundadores do movimento Shalom Israel para promover a paz e a coexistência no Oriente Médio.

O filme põe o dedo na ferida da maneira mais contundente e delicada possível. É genial quando a comunidade judaica fica enlouquecida e quer levar Proffy (o garotinho) a julgamento apenas porque ele é amigo de um soldado inglês. Está tudo ali! o preconceito com o diferente, a mania de vítimas e perseguição a incapacidade de ver a humanidade no inimigo. Aqueles que se proclamam pela liberdade são capazes de isolar um garotinho de 11 anos somente pela sua incapacidade de compreender sua amizade com o soldado inimigo. Não lhes passa pela cabeça que o soldado e o garoto possam respeitar alguém que sabem pensar diferente.

Há ainda, de forma um pouco mais pincelada a questão dos árabes. Mais de um personagem, em especial o Sargento Dulop (que faz amizade com Proffy) diz “os árabes serão mais fracos, serão como os judeus agora. E vocês não terão paz nessa terra”. Eles alertam para a negligência que se faz dos árabes no momento de fundação de países, como se fossem apenas um pequeno problema a se lidar depois. O ódio pelo inimigo agressivo gera uma visão curta, há crença de que apenas com a saída dos ingleses tudo estaria bem perpetua a violência. O apego a terra não os torna nada melhor do que nenhum perseguidor. Mas é preciso coragem para dizer tudo isso. Mesmo que sutilmente.

Read Full Post »